terça-feira, 23 de agosto de 2016

Playlist: Reza a lenda que me apaixonei por DNAIPES

Uma coisa que eu amo é descobrir novas músicas ou novas bandas e me apaixonar perdidamente por elas. DNAIPES é uma banda brasileira que iniciou lá em 2007 e lançou seu primeiro álbum em janeiro desse ano com músicas cheias de mensagens marcantes. Conheci a banda através de um amigo que me apresentou a música linda "Reza a Lenda", viciei e fui pesquisar mais. Me apaixonei e nada mais justo apresentar essa banda incrível para vocês:


Acompanhe: Youtube - Site 


Esse post faz parte do Blog Every Day August.

segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Eu não sou descartável

Tudo anda se reduzindo a nada, inclusive o amor. Queria mesmo saber quem é que andou ensinando por aí que pessoas devem ser tratadas como coisas e não como seres. Por favor, já podem me apresentar o infeliz? Preciso dar uns bons tapas de realidade na cara dessa criatura. Porque já chega, cansei dessa idiotice de tudo parecer descartável. Tudo gira em torno do esquecimento, mas me diz: pra quê? Por que motivo um ser humano se vê tentado a esquecer algo que já lhe fez bem só porque, no presente, acabou? Não, isso não entra na minha cabeça e que me desculpem os que se julgam desapegados. 

Eu não sou descartável e odeio me sentir como se fosse. Não sou um copo plástico que você bebe dois goles e joga fora só por ser mais um que saciou sua sede. Meu caro, o amor é mais que isso, é muito mais que instantes. As pessoas são mais que meros momentos, entenda! Uma coisa é o fato de que acontecimentos beiram os mares do esquecimento, outra coisa é esquecer de fato a importância de alguém na nossa vida. 

Confesso que já quis esquecer amores antigos, já quis eliminar qualquer vestígio de certas pessoas da minha história, mas te digo: não consegui. Não consegui porque não vejo as pessoas como coisas, vejo como seres iguais a mim e importantes dentro da minha caminhada. Quis enxergar justo você, que me fez um mal danado, como um alguém importante dentro do livro da minha vida. Se quer bem saber: eu não te esqueci e nem quero. Não sou como você, me recuso a ter tamanha ignorância dentro de mim.

Me recuso a te enxergar como um fim que deu errado, pois não deu errado. Deu certo! Deu totalmente certo para o momento em que estávamos, fomos felizes, não fomos? Não acho que seja o final de algo que defina a trajetória inteira. Jamais te verei como alguém que foi embora e não voltou, apesar de essa ser a realidade, verei como um alguém que decidiu seguir um novo caminho, mas mesmo assim permaneceu. Permaneceu porque, querendo ou não, me importo com o seu bem estar longe de mim e torço em silêncio por dias tranquilos por aí.

Sei que as pessoas não são descartáveis como copos plásticos, sei que sentimentos valem muito para deixar que se percam com os anos. Sei, principalmente, que embora para alguns o desapego soe como um descarte emocional, para mim, soa como um apego. Apego sim, porque o que já foi importante de verdade, não deixa de ser só pela distância ou pelo efeito do fim supostamente dito. Não somos emocionalmente descartáveis, jamais seremos.

Esse post faz parte do Blog Every Day August.

domingo, 21 de agosto de 2016

As coreografias do 1MILLION Dance Studio

Descobri o 1Million muito sem querer e me apaixonei pelas coreografias do Estúdio de Dança da Coréia do Sul. O 1M vem conquistando cada vez mais público na internet com os vídeos de alunos e professores dançando coreografias próprias para músicas virais. Não tem como não se apaixonar pela técnicas dos dançarinos, a gente até quer fazer igual. Separei algumas das minhas coreografias favoritas para vocês, mas caso queiram ver mais acessem o canal no youtube deles.

Já conheciam? 

Esse post faz parte do Blog Every Day August.

sábado, 20 de agosto de 2016

Leio ou não?: Eu Não Sei Nada Sobre o Amor - Bruna Vieira

Autor: Bruna Vieira
Editora: Editora Abril (Capricho)
Gênero: Crônicas
Páginas: 143 páginas.
Nota: ✰✰✰✰✰

Vou confessar que o livro é lindo e não tem como não se apaixonar visualmente por cada detalhe ao decorrer das páginas. A capa em si já é um amorzinho e as ilustrações dentro não deixam nada a desejar, porém é uma leitura muito mais para pré-adolescentes do que para mim. Gosto muito da Bruna Vieira como pessoa, blogueira e tudo o mais, já li A Menina Que Colecionava Borboletas e gostei bastante das crônicas de lá, foi aí que pensei: vou gostar desse aqui. O que eu não sabia era que as crônicas eram retiradas da revista Capricho, onde a Bru era colunista. Não que isso seja algo ruim, mas o público da revista não é coerente com a minha idade já que os assuntos que os textos tratam eu já vivenciei há algum tempo. 
"Se for para acontecer, vá lá e faça acontecer."
O livro não é ruim, pelo contrário, é extremamente bem escrito com aquele jeitinho "Bruna Vieira" de se expressar. Embora não tenha sido útil para mim, tenho certeza de que para outras muitas meninas é um livrinho que entraria nos favoritos. A Bru tem um jeitinho calmo e descontraído de falar de coisas sérias da idade mais difícil das nossas vidas, a adolescência, e é justamente por parecer mais uma conversa olho no olho que o livro se torna um apego.
"Porque mudar faz bem. Talvez não pareça no começo, mas faz parte de crescer. Pode acreditar."
Desde crônicas sobre amor próprio, auto-estima, amizades, escola, decisões da vida a fatos sobre primeiros amores e paixões não correspondidas. A Bru trás aqueles assuntos que muitas vezes só falamos para as melhores amigas, ou talvez nem para elas, com uma simplicidade incrível que nos faz pensar sobre nossos atos. É um livro essencial na vida de quem está começando a passar por essas coisas agora, ou também para quem quer ter em casa os conselho da blogueira.
Sinopse (via Skoob):
"Se para a foto a gente faz a melhor pose, para a vida o melhor é simplesmente sorrir." Bruna Vieira parece nos enxergar lá dentro, bem depois do fundo dos olhos, em cada um dos textos que escreveu especialmente para a revista Capricho. Amor, escola, autoestima, nada escapa do olhar atento da blogueira e autora que, com sensibilidade e muito talento, descobriu um caminho direto para o nosso coração.
Trecho do livro:
"[...] Todo relacionamento verdadeiro começa com um simples motivo: a vontade de fazer o outro ainda mais feliz. Acho até que essa é a parte mais legal de amar e ser amado. Saber que só a sua presença já causa arrepios e borboletas no estômago de alguém.

Quando estamos apaixonados, nós nos sentimos exatamente assim, especiais. Queremos mostrar para o mundo o quanto temos sorte por ter encontrado a pessoa certa. Que temos a chave, a tampa da panela e o outro par com o número exato do nosso sapato. Olhamos um milhão de vezes no espelho (disfarçadamente) durante a aula. Postamos indiretas no Facebook o tempo todo. Pedimos opinião das nossas melhores amigas.

Tudo isso serve, justamente, para confirmar o que o nosso coração já sabe: o cupido acertou em cheio. Ah, como é bom estar apaixonada.[...]"


Esse post faz parte do Blog Every Day August.

sexta-feira, 19 de agosto de 2016

Meus duetos favoritos no Sing! Karaoke Smule

O Sing! Karaoke da Smule é um app com versão para Androi e iOS em que os usuários podem cantar suas músicas favoritas pelo celular. É um app que viralizou pois além de permitir duetos com amigos  ou com o pessoal que posta vídeos por lá, também permite soltar a voz com cantores famosos que deixam seu vídeo por lá. Descobri o app em busca de covers do Charlie Puth (minha nova paixão musical) e acabei encontrando uma galera que faz dueto com ele pelo app, descobri muita gente com uma voz incrível e é claro que eu precisava compartilhar.

Música: Marvin Gaye - Charlie Puth ft. Meghan Trainor 
Música: One Call Away - Charlie Puth
Música: Flashlight - Jessie J
Música: Cheerleader - OMI ft. Felix Jaehn
Música: Flashlight - Jessie J
Música: One Call Away - Charlie Puth

Esse post faz parte do Blog Every Day August.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...